GREVE PC

Agentes e escrivães da Polícia Civil de Sergipe entraram em greve por tempo indeterminado nesta quinta-feira (20). Ainda na manhã de quinta, a categoria se reuniu em frente ao Complexo de Polícia Especializada (Cope), na Zona Oeste de Aracaju, para fazer suas reivindicações.

Entre os pedidos dos trabalhadores estão a incorporação de gratificações, melhores condições salariais e de trabalho, reconhecimento de 45 funcionários da Coordenadoria Geral de Perícias (Cogerp) como policiais civis, reintegração de 15 profissionais que foram desligados do cargo e resolução de problemas relacionados a desvios de função.

Por conta paralisação, serviços com Disque Denúncia, a perícia técnica e parte das delegacias da capital e do interior e a Divisão de Inteligência da Polícia Civil (Dipol) estão com o funcionamento comprometido.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) alega que não recebeu o comunicado oficial sobre a paralisação, por isso não irá se pronunciar sobre a greve. No entanto, uma reunião da categoria com a Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) está marcada para hoje.

Fonte: NE10


Responsive image

Responsive image

Responsive image

Responsive image
Responsive image