angelica taxi

“Nossa, fazia bastante tempo que não andava de táxi”, disse Angélica assim que desceu do veículo na porta da festa de lançamento do novo “Globo de Ouro”, do canal Viva, na noite de segunda-feira (17). A ideia de chegar com o amarelinho (cor dos táxis no Rio) foi da organização, já que a loira regravou “Vou de Táxi” para o primeiro episódio do show.

?Sou uma pessoa que não gosta muito de reviver o passado, mas essa música é muito especial, ultrapassou idade, tempo? Não tem como explicar muito como isso marcou as pessoas ou o porquê de ser tão especial. Foi muito bom, engraçado. Era uma época muito divertida”, disse assim que apareceu.
A mulher de Luciano Huck já declarou algumas vezes que não é cantora e que não gosta de resgatar essa faceta. Por isso, ao aceitar o convite do Viva, decidiu gravar a música em estúdio e usar o playback.

“Foi sem compromisso e por isso que foi bom. Eu cantei, subi no palco de novo, vi como foi importante para os fãs. E gravei por isso, porque era para ser leve. Fora isso, gravei a primeira vez com 13 anos. Hoje estou com 40. Tive que mudar algumas coisas, o arranjo… Não canto há muito tempo. Não queria uma coisa tensa, queria me divertir, ter o contato com os fãs. Não era o ‘The Voice'”, brincou.

Os filhos da apresentadora até assistiram a mãe com microfone na mão, mas, segundo ela, não conseguem entender muito bem aquela relação. “Mostrei o que gravei do celular. Eles não conhecem aquela Angélica, conhecem outra”, contou.

Depois de conversar rapidamente com a imprensa, Angélica logo entrou para a festa, onde permaneceu por 15 minutos e saiu – dirigindo o próprio carro, nada de táxi.

Fonte: IG Gente


Responsive image

Responsive image

Nada foi encontrado


Responsive image
Responsive image