Cantora foi aos Estados Unidos participar de evento musical e soltou uma das maiores bobagens de sua carreira

Anitta falou besteira nos Estados Unidos
Foto: Reprodução/Instagram

Quando tem que elogiar a gente elogia e já fiz isso várias vezes aqui com Anitta. Mas quando pisa na bola também tem que ser detonada, sim.

A moça participou nessa semana de um evento musical nos Estados Unidos e deu uma entrevista, em vídeo e em inglês, para a revista Billboard, uma das mais importantes do mercado musical. Tudo ia bem até o trecho em que a cantora diz o seguinte: “no Brasil, quando eu comecei, eu era a única mulher fazendo música urbana, música pop”. Peraí!

O primeiro disco de Anitta saiu em 2013, mas nem dá para considerar esse ano como o início de sua carreira. Mas ela começou mesmo alguns anos antes, por volta de 2009, 2010. Como quase  todo mundo, foi ali um início meio discreto e não explodiu logo de cara. A coisa foi crescendo aos poucos. Em seu início, a moça nem fazia o que se pode chamar de música pop, como acontece hoje. Era muito mais voltada para o funk carioca, mas até com uma pegada um pouco diferente, já mostrando que havia ali uma influência pop, sim.

Agora, vamos combinar: dizer que era a única mulher fazendo pop no Brasil é de uma egolatria sem tamanho. De cabeça dá para citar aqui algumas outras moças que também ou estavam começando ou estourando por aí. Quer ver? Tinha Karina Buhr estourando no underground, Pitty lançou seu álbum Chiaroscuro (com alguns hits), Karol Conka já despontava, Pato Fu lançou um bom disco. Valesca também já chamava atenção por aí na mesma área de Anitta, talvez apenas um pouco mais agressiva, para não falar outra coisa.

Isso tudo sem contar outras cantoras como Paula Fernandes, Paula Toller, Rita Lee etc e tal, todas com discos lançados entre os anos de 2009, 2010, 2011, 2012.

Então, Anitta dizer que era a ÚNICA mulher fazendo música pop no Brasil quando começou sua carreira, é claramente um exagero. Ela pode sim dizer que por volta de 2010, 2011, 2012 era uma cantora pop de grande sucesso, possivelmente a mais bem sucedida no país naqueles anos. Mas música pop feita por mulheres em nosso país aconteceu antes, durante e depois de Anitta.

É óbvio que a cantora está deslumbrada com seu sucesso. Ela continua se dando bem já há alguns anos seguidos, com muitos hits, com clipes muito vistos na internet, aparições nos principais programas de TV e por aí afora. Ela não sai da mídia, não para de vender e isso é um mérito total seu. Ela sabe chamar a atenção e tem o dom de ficar sempre por cima, mas também acha que é mais do que realmente é. Sem dizer que é uma grande falta de respeito com outras cantoras e artistas dizer que só ela fazia pop no Brasil. E pior do que isso, ela fala uma bobagem dessa lá fora, para a Billboard. A chance de acreditarem nela é gigantesca, afinal, quem é que vai desmenti-la, né?

Enfim, mandou mal Anitta. Melhore um pouco.

Fonte: ODAIR BRAZ JR, do R7


Responsive image

Responsive image

Responsive image

Responsive image
Responsive image