combate a dengue

Com o objetivo de eliminar e prevenir focos do mosquito transmissor da Dengue e da febre Chikungunya em cerca de duas mil casas, o bairro Santa Maria recebeu diversos cuidados durante a manhã do sábado, 6. A ação foi parte da mobilização nacional do Dia D de combate à dengue e chikungunya, proposto pelo Ministério da Saúde. Na Capital Sergipana, a mobilização teve a participação de cerca de 150 pessoas entre agentes de endemias da Secretaria da Saúde de Aracaju, agentes da brigada Itinerante Estadual de Combate à Dengue, trabalhadores da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) e voluntários do Grupo de Desbravadores da Igreja Adventista do 7º Dia.

O secretário interino da Saúde, Luciano Paz acompanhou as atividades. O gestor reforçou que o bairro Santa Maria foi escolhido para ser alvo das ações por ter sido apontado no último Levantamento de Índice Rápido (LIRAa) com índice de 5,6, classificado como risco de epidemia.

?A Saúde mantém a presença rotineira dos agentes de endemias para impedir que a doença se alastre. A mobilização vem para mostrar que todos nós devemos ficarmos sempre alertas para prevenção e fazermos a nossa parte. É importante para a saúde da população, se cada morador não cuidar diariamente para prevenir, mesmo com a visita dos agentes, os focos do mosquito tornam a surgir?, afirmou o secretário.

A cada casa visitada, os agentes inspecionaram locais de maior risco para acúmulo de água limpa e parada como lavanderias, tonéis e vasos de planta. A moradora Maria José Santos elogiou a iniciativa. ?Já tive dengue duas vezes e hoje sei como é melhor prevenir a doença. Procuro manter meu quintal organizado e mesmo materiais como latas e garrafas para reciclagem são amassados e furados para não acumular água?, afirmou.

Durante a visita do agente de endemias a moradora também recebeu orientações sobre os principais sintomas da febre chikungunya como dor de cabeça e nas articulações, febre e manchas vermelhas no corpo.

A diretora de Vigilância em Saúde, Tereza Cristina Maynard, frisou a importância da mobilização para manter o município de Aracaju livre de epidemias das doenças. ?É um dia de reforços a nível nacional e que serve para mostrar para as pessoas que os vírus das doenças estão presentes no ambiente e eliminar o risco de novos focos mosquito é a forma mais eficaz de preservar a saúde?, afirmou.

A coordenadora do Programa de Controle da Dengue da Saúde de Aracaju, Taíse Cavalcante reforçou que mesmo com a conclusão do Dia D, as ações preventivas continuarão acontecendo no Santa Maria.

?Os mutirões de final de semana seguem acontecendo assim como as ações educativas de palestras nas escolas e unidades de saúde da região. Precisamos conscientizar os moradores para ficarem atentos principalmente as lavanderias. São nesses locais onde os agentes mais encontram os focos do mosquito?, explicou, destacando que é preciso fazer a higienização daqueles locais ao menos duas vezes na semana, assim como manter os reservatórios de água cobertos.

O diretor do Clube Águias de Desbravadores Eginaldo Santos disse que os desbravadores da Igreja Adventista do 7º Dia têm orgulho de poder contribuir para o êxito do Dia D. ?A missão do nosso grupo também é colaborar com causas sociais e que envolve a limpeza, a natureza e os cuidados com a saúde?, afirmou.

Fonte: SECOM Aracaju


Responsive image

Responsive image

Responsive image

Responsive image
Responsive image