Perdoe meu sumiço. Os últimos meses foram bem complicados, mas retornamos agora aos nossos diálogos, com força total. A partir de hoje, toda terça terá um post especial aqui para vocês. Então vamos lá!

Fim de ano passou. Muitos dias de folga, férias, e na hora de voltar à rotina, a criançada já não tem a mesma vontade de acordar cedo e com a disposição de antes. Antônio esse final de ano ficou bastante preguiçoso. Em muitos dias não tem acordado a tempo, e mandamos ele sem o banho para o berçário. Mas quem resiste quando ele fala: “Mamãe, dormir só mais um pouquinho”. Eu não resisto. E acabo deixando ele dormir mais um pouco mesmo.

Problemas com o acordar à parte, a volta à rotina é um novo período de adaptação para a criança. Tão importante quanto aquele, quando eles foram à escola ou ao berçário pela primeira vez. Os períodos de volta à rotina após as férias podem ser piores ou melhores com o passar do tempo e com o crescimento dos pequenos.

No meu caso, agora Antônio já entende que não poderá mais dormir até a hora que quiser e que tem que ir para escolinha. Ele pede para dormir mais e ainda solta alguns “quero ir para escolinha não”. Juntando isso a personalidade que está sendo formada nessa fase dos dois anos, é ainda mais complicado.

Mas o coração mole da mãe aqui tem que ser mais forte e lembrar que ao chegar a escolinha é sempre uma festa, seja com os amiguinhos ou com as tias. Quando vou buscá-lo também. Sempre tem uma história para contar e a conversa rende até chegar em casa e isso compensa qualquer outro percalço que a gente tenha que enfrentar nesses período de adaptação.

E por aí? Como está sendo a volta à rotina? Seu pequeno tem reagido bem? Conta tudo!


Responsive image

Responsive image

Responsive image

Responsive image
Responsive image