contemplados por imovel

Riso e choro. Essa mistura de emoções estava estampada ontem na face de Érica Fontes de Carvalho, 25 anos, deficiente física, no momento em que seu nome foi sorteado para uma unidade habitacional no Residencial Zilda Arns, do Programa Minha Casa Minha Vida, que está sendo construído pela Prefeitura de Aracaju, no bairro Cidade Nova.
“É a realização do meu sonho. Estou muito feliz e agradeço primeiramente a Deus pelo presente, e ao prefeito João Alves Filho, por garantir o direito da pessoa com deficiência no sorteio da casa própria”, declarou Érica Carvalho, que atualmente mora com o esposo e filho na casa dos pais.

Ela e mais sete pessoas com deficiência foram contempladas com a casa própria, em sorteio realizado na tarde de ontem, pela Secretaria Municipal da Família e da Assistência Social, no auditório do Centro Administrativo Prefeito Aloísio Campos.

O evento contou com 59 pessoas com deficiência e foi acompanhado pelo Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CEDPcD), da Associação dos Deficientes Motores (ADM), Associação dos Deficientes Auditivos de Sergipe (Adevise) e Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Auditivos de Sergipe (Apada).

“Considero este um momento ímpar por trazer visibilidade e transparência à política de habitação de Aracaju. Estamos aqui testemunhando a lisura do processo de concessão do bem”, destacou Jane Rocha, presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

O prefeito João Alves Filho esteve presente ao sorteio e garantiu empenho de sua gestão na garantia dos direitos da pessoa com deficiência. “Hoje estamos sorteando oito, mas espero que daqui a um ano estejamos sorteando oitenta unidades habitacionais para as pessoas com deficiência e, se não houver impedimento legal, farei, com senso de justiça, a inclusão de vocês também nos sorteios gerais dos próximos empreendimentos habitacionais que estaremos construindo”, garantiu João Alves Filho.

Para a secretária Municipal da Família e da Assistência Social, Selma Mesquita, o sorteio para pessoas com deficiência de unidades habitacionais representa um avanço na garantia dos direitos desse público. “É uma questão de justiça social, de reconhecimento da capacidade dessas pessoas de administrarem suas vidas, de assumirem responsabilidades próprias e, para nós, este momento tem um significado especial. É a Vitória daqueles quem vêm lutando há muito tempo contra a exclusão social”, salientou Selma Mesquita.

A felicidade contagiou também Wellington Leite Silva, 61 anos, deficiente físico. Sorteado com um imóvel no Residencial Zilda Arns, disse que vai poder viver melhor. “Ganho R$ 628 e pago R$ 450 de aluguel, mas assim que receber meu imóvel terei uma vida mais tranqüila. Vejo que Deus atendeu o meu pedido”, disse.

Foram sorteados: Érica Fontes de Carvalho, Wellington Leite Silva, José Carlos dos Santos, Maria Lucineide Santos, Edleuza Ferreira de Melo, Wesley de Oliveira Santos, Elinaldo dos Santos e Edson Resende.

Fonte: SECOM Aracaju


Responsive image

Responsive image

Nada foi encontrado


Responsive image
Responsive image