Divulgação/Daryan Dornelles

Em tempos de Brasil conturbado, um sopro de alívio nas artes: Zeca Pagodinho Maria Bethânia juntos no palco.

No último sábado (7), a dupla estreou em Olinda, no Grande Recife, a turnê conjunta De Santo Amaro a Xerém, cujo título faz referência às origens da cantora baiana e do sambista carioca.

A ideia do projeto surgiu depois de um bem-sucedido encontro que os dois tiveram em 2016. Zeca convidou Bethânia para participar de seu CD/DVD O Quintal do Pagodinho.

Os dois fizeram um festivo dueto de Sonho Meu, famoso samba de Delcio Carvalho.

O entrosamento foi singular e agora a dupla está com viagens marcadas para mais cinco outras cidades brasileiras: Salvador (dia 14 de abril), Rio de Janeiro (21 de abril), Belo Horizonte (6 de maio), São Paulo (19 de maio) e Brasília (30 de maio).

A seguir, HuffPost Brasil reúne algumas provas de que esse espetáculo inédito de duas das maiores instituições da música popular brasileira é imperdível.

Tem música inédita feita por Caetano Veloso

Bethânia pediu ao irmão Caetano uma composição inédita para acrescentar ao movo projeto.

Fonte: HuffPost Brasil, por Amauri Terto


Responsive image

Responsive image

Responsive image

Responsive image
Responsive image