A HEINEKEN Brasil, uma das maiores companhias de bebidas do país, reduziu um 57% a emissão de CO2 nos seus processos produtivos da planta de Ponta Grossa, localizada no Paraná. O resultado é uma prévia dos objetivos alcançados pela empresa que estarão no relatório de sustentabilidade global da companhia. Um dos principais impulsionadores da redução foi a caldeira de biomassa instalada na unidade que hoje é responsável por produzir 100% da energia térmica necessária para o funcionamento da fábrica. Hoje, a HEINEKEN conta ainda com caldeiras de biomassa em cidades como Araraquara (SP), Alexânia (GO) e Caxias (MA).

Outro grande destaque foram as ações de consumo responsável da companhia ao longo de 2017. Um dos pilares da estratégia global de sustentabilidade da HEINEKEN, o tema está sempre presente nas ações das marcas de cerveja da companhia. A cerveja Heineken, por exemplo, tem como meta global direcionar pelo menos 10% do seu orçamento de mídia para ações de consumo moderado. Somente no Brasil, a marca investiu 24% da sua verba de mídia em ações para conscientizar o consumidor ao longo de 2017.

“Temos investido em diversas frentes de sustentabilidade, como nos projetos SOS Mata Atlântica e Programa de Logística Verde Brasil (PVLB). No segundo, somos cofundadores do projeto e estamos trabalhando com outras companhias para aprimorar a eficiência da logística e transporte de carga no Brasil a fim de reduzir ainda mais as emissões de gases de efeito estufa no meio ambiente. Nosso objetivo é criar uma certificação de sustentabilidade para o frete no Brasil até 2020”, conta Beatriz Dias de Sá, coordenadora de sustentabilidade da HEINEKEN Brasil.


Responsive image

Responsive image

Responsive image

Responsive image
Responsive image