arvore de natal

Seis anos após o desabamento da tradicional Árvore de Natal da Energisa, o clima natalino em Aracaju fica cada vez mais distante do que foi idealizado por gestores municipais no início da década passada. Considerado por muitos como o principal ponto turístico de Sergipe nessa época do ano, o ‘Bico do Pato’, no bairro Coroa do Meio, em 2008 preparava-se para aglomerar milhares de famílias que de costume dirigiam-se até o local para assistir ao espetáculo que era a inauguração da maior árvore de Natal do mundo, segundo o Livro dos Recordes, o Guinness Book. Com a perspectiva de alcançar 160 metros de altura, toda a estrutura metálica desabou faltando quatro dias para ser inaugurada e resultou na morte de quatro operários da empresa Engetel, então prestadora de serviços da Energisa.

No sinistro, morreram Fred dos Santos, Cleidivan Alves, Anselmo de Oliveira e Cledervan Alves Andrade. Este último faleceu após ser internado em estado grave no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). Na próxima segunda-feira, 24, completa seis anos do desmoronamento que ocorreu justamente em um dia de segunda, 24. Coincidências de calendários à parte, os familiares das vítimas garantem que as indenizações foram pagas mediante acompanhamento judicial, mas nada, nem mesmo o tempo, pode reverter aquele dia trágico que foi notícia internacional.

Repleto de saudade, o eletricista Diego Carlo de Oliveira, primo de uma das vítimas, afirma que no dia do acidente ele havia conversado há poucos instantes com o parente. Ciente do papel desenvolvido na terra, Diego garante que o primo veio ao mundo para trazer alegria de sorriso para as pessoas. “O nosso Natal nunca mais será o mesmo. Me lembro que no dia eu tinha conversado com ele sobre a montagem da árvore e me disse que naquele dia, ou na terça estaria acabando o serviço, já que os testes finais seriam feitos na quinta. É uma saudade grande que bate no peito de todos os familiares e amigos, mas a gente tenta levar a vida da forma que ele sempre conduzia, com muita lembrança boa e sorriso”, declarou.

Minutos após o desabamento, ficou constatado que a árvore ficou partida em três pedaços. Quando as equipes de resgate do Corpo de Bombeiros e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegaram ao local, uma vítima já estava morta. Outras duas ainda receberam os primeiros socorros, mas não resistiram. Uma quarta vítima ficou gravemente ferida e foi levada para um hospital, mas também acabou morrendo no trajeto. Nos anos seguintes cresceram as expectativas para a formação de uma nova árvore natalina na localidade, mas o projeto sequer saiu do papel em virtude de problemas operacionais ocasionados pela erosão do Rio Sergipe que a cada ano ocupa gradativamente o ‘Bico do Pato’.

Parceria – Em acordo firmado com a Prefeitura de Aracaju, na administração do então prefeito Edvaldo Nogueira, a Energisa vem realizando o projeto paisagístico denominado ‘Natal Iluminado’. O trabalho de instalação de luzes natalinas no Parque da Sementeira, tem por objetivo transformar a capital sergipana em um dos locais mais enfeitados do país neste período que se aproxima. Para conquistar esta meta, a prefeitura na gestão atual deu sequência ao projeto e tende a oferecer ampliação do atrativo neste Natal 2014. A inauguração está prevista para a primeira semana de dezembro.

“É impossível a gente não se lembrar daquele episódio lamentável e trágico que ocorreu em 2008. De fato todos ficamos abalados, mas mesmo assim tentamos erguer a árvore em 2009 e 2010, mas a natureza foi mais forte e não nos deu as reais condições que são necessárias para reerguer toda a estrutura. Foi aí que idealizamos o Natal Iluminado que, em parceria com a prefeitura, vem dando muito certo. O projeto desse ano está quase concluído e será posto em prática ainda no final desse mês para que dezembro possamos inaugurá-lo”, afirmou o diretor de marketing da Energisa, Marcelo Medina.

Fonte: Por Milton Júnior (Aracajufest)


Responsive image

Responsive image

Responsive image

Responsive image
Responsive image