Os 100 anos da capoeira regional serão homenageados pela Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), através do Núcleo de Produção Orlando Viera (NPD), em parceria com a Ginga Associação de Capoeira e Grupo Os Molas. O tributo acontece nesta quarta-feira, 28, com a exibição do longa-metragem ‘Mestre Bimba, a Capoeira iluminada’, direção de Luiz Fernando Goulart, produção de Nina Luz e Claudia Castello e roteiro Luiz Carlos Maciel. O documentário, que conta a história de Manoel dos Reis Machado, o Mestre Bimba, será exibido no Centro Cultural de Aracaju, às 19h.

“A cada edição estamos cumprindo nosso real objetivo que é ser um verdadeiro disseminador cultural e estamos ocupando a praça. E essa edição traz a oportunidade de debater sobre a importância desse tema para cultura brasileira. Além de preservar personagens de nossa história. A comemoração dos 100 anos da capoeira regional é um marco e debater o documentário que conta a história de Mestre Bimba é deixar viva a nossa história para as próximas gerações”, comenta a coordenadora do NPD, Graziele Ferreira.

O público poderá acompanhar a grande Roda de Capoeira e as apresentações da Birimbalada e do Maculelê, na praça General Valadão, e participar do debate a respeito do documentário com os Mestres Itapoan (BA) e Mestre Lucas (SE).

Documentário

A obra conta a história de Manuel dos Reis Machado, também conhecido como mestre Bimba, um homem de origem humilde que se tornou um grande jogador e educador da capoeira. Narrado através de depoimentos de amigos próximos e de imagens de arquivo, o documentário mostra a responsabilidade de Bimba na criação da chamada “capoeira regional”, que se contrapõe à “capoeira de Angola”, a modalidade mais original dessa arte marcial.

Ocupe a Praça

O projeto promovido pela Funcaju através de sua unidade, o Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira (NPD), é realizado sempre na primeira e última quarta de cada mês, no Centro Cultural de Aracaju (antiga Alfândega) e na praça General Valadão.

O evento tem como proposta tornar a General Valadão em um espaço mais democrático, ocupando-a com apresentações artísticas. Levando mais uma opção de entretenimento totalmente gratuita para comunidade aracajuana, visitantes e turistas.

Fonte: Assessoria de Imprensa


Responsive image

Responsive image

Responsive image

Responsive image
Responsive image