Sabor e perfume da canela

Picante e aromática, essa especiaria é um excelente ingrediente de pratos doces e salgados

foto principal

A canela é uma das especiarias mais apreciadas.

Em pó ou em casca, a canela confere perfume e sabor bastante pronunciados. Originária da Índia, ela tem sido durante séculos uma das especiarias mais apreciadas. Junto com o cravo e a pimenta, constituiu a base de um próspero comércio entre a Europa e o Oriente.

Extraída da caneleira, uma árvore tropical que mede entre 10 a 15 metros de altura, a especaria é encontrada em diferentes tipos, sendo o seu consumo mundial avaliado em 35 mil toneladas. A canela de Ceilão, muito aromática, suave, um pouco adocicada, que se desfaz em pequenas lascas entre os dedos, é a única conhecida na França. Já a canela da China, de casca mais espessa e rugosa, que exala um cheiro mais aberto, menos adocicado, com uma nota adstringente, é a que se consome na Alemanha, Rússia e nos Estados Unidos.

No Brasil, a canela faz parte daquele temperinho especial do qual cozinheiros de todos os padrões se orgulham. É difícil imaginar uma banana ou rabanada sem a canela, perderia a personalidade, não é mesmo?

Nas prateleiras, quase sempre, o ingrediente encontra-se disponível em forma de óleo, extrato e pó seco, sendo utilizado em substâncias aromáticas, incensos, chás, licores, cremes dentais, perfumes, cosméticos e também em medicina, por suas propriedades tônicas e estimulantes.

Na culinária se usa para aromatizar doces, como arroz-doce, curau e também na banana assada com mel. Dá um toque oriental e misterioso se mesclada no tempero de carne de carneiro ou cabrito. Fica muito bem se incorporado em pastéis, pães, rabanadas, bolos, molhos doces e salgados, além de bebidas como o tradicional licor.

A seguir apresentamos uma receita do tempo da vovó: pão de canela. Não é difícil de preparar e fica uma delícia. Experimente!

RECEITA DA SEMANA

Pão doce com canela

foto receita

INGREDIENTES

PÃO:

*1/2 xícara (chá) de leite morno

*10g (1 envelope) de fermento biológico seco

*1 colher (sopa) de açúcar

*2 xícaras de farinha de trigo

*1/2 colher (chá) de sal

*3 colheres (sopa) de manteiga derretida

*1 ovo

RECHEIO:

¼ de xícara (chá) de manteiga

*1/4 xícara (chá) de açúcar

*3 colheres (chá) de canela

MODO DE PREPARO

1. Pão: Em uma vasilha pequena, misture o leite, o açúcar, o fermento e reserve por uns 5 minutos para o fermento reagir.

2. Misture a farinha e o sal. Acrescente a manteiga, o ovo e o fermento. Misture bem até formar uma massa homogênea e então sove a massa por alguns minutos. Coloque a massa em uma vasilha untada com manteiga. Cubra com um pano de prato e deixe a massa crescer até dobrar de volume (1h ? 2h).

3. Recheio: Abra a massa formando mais ou menos um retângulo de 40 cm x 50 cm. 4. Misture todos os ingredientes para o recheio, reserve uma colher de sopa do recheio e espalhe o restante sobre a massa.

4. Montagem: Enrole a massa começando pela parte mais estreita.

Corte o rolo de massa no sentido do comprimento com uma faca.

Trance as duas metades da massa deixando a parte das fatias expostas.

Una as duas extremidades da massa formando uma coroa.

5. Coloque em uma forma forrada com papel manteiga e disponha a forma sobre outra forma (para evitar que queime o açúcar do recheio).

6. Espalhe a colher de sopa do recheio que havia sido reservada sobre o pão.

Leve ao forno preaquecido a 180°C por uns 30 minutos.

HARMONIZAÇÃO

Vinho

Uxmal Cabernet Sauvignon, vinho tinto argentino.

Essa receita foi pra começar o ano com o pé direito e já deixar um gostinho de quero mais para as próximas semanas… este ano trarei muiotas novidades, espero que gostem. Bon Appétit!

Até a próxima,

Osanilde Oliveira.


Responsive image

Responsive image

Nada foi encontrado


Responsive image
Responsive image