Hortelã estimula aparelho digestivo
Além das diversas propriedades medicinais, a erva também enriquece a cozinha adicionando uma pitada de sabor aos pratos

foto principal 1

Famosa por enfeitar pratos e dá um sabor extra à comida, a hortelã tem mais um motivo para está sempre na geladeira de casa: possui propriedades terapêuticas que dão a erva status de planta medicinal. Ela estimula o aparelho digestivo e tem também propriedades anestésicas, além de ser um medicamento expectorante. Possui vitaminas C e A, cálcio e ferro. O chá de hortelã é indicado para tratamento de gripes. O gargarejo alivia dores de garganta.

A hortelã é encontrada em várias espécies. Algumas são originárias do sul e do centro da Europa, outras do Oriente Médio e do centro da Ásia. No Brasil, as espécies mais conhecidas são a hortelã de horta e a hortelã-pimenta.

Se desejar comprar hortelã fresca, escolha os ramos com folhas bem verdes e inteiras. Evite as que estiverem murchas ou manchadas. Maços e vasinhos de hortelã fresca são encontrados em supermercados, mercado ou feiras. Em casa, conserve na geladeira em um saco plástico fechado. Quando as folhas ficam amareladas, já não estão boas para o consumo. Para congelar, retire as folhas do caule e pique-as finamente. Coloque-as em uma fôrma de gelo com água e leve ao congelador.

Para a hortelã seca, prefira as acondicionadas em vidros ou embalagens escuras, que devem ser guardados ao abrigo da luz. Verifique sempre o prazo de validade. Porém, procure sempre utilizar as folhas frescas. A hortelã desidratada perde muito de suas propriedades.

As folhas de hortelã são amplamente utilizadas pela cozinha da Turquia e do Vietnã. Ao lado do tomilho, é especiaria mais forte da culinária britânica. Entra também no preparo de molhos e geléias que acompanham saladas de folhas, cordeiro, batatas e carne de porco.

Ingrediente indispensável do tabule e do quibe, pratos típico da cozinha árabe, a hortelã seca é usada para temperar coalhadas e rechear pastéis e legumes. No Ocidente é usada para aromatizar licores, manteigas, doces, sobremesas, sorvetes e chocolates. Folhas de hortelã cristalizadas decoram bolos e pudins e podem ser servidas com o café, após as refeições.

Confira o passo a passo de um saboroso patê, preparado com essa maravilhosa erva. Delícia!


Receita da Semana

patê de ervas

Patê de ervas

INGREDIENTES

*4 ramos de folhas de hortelã
*350 g de ricota fresca
*4 ramos de folhas de salsinha
*4 ramos de folhas de manjericão
*2 colheres (sopa) de azeite extravirgem
*Sal a gosto

MODO DE PREPARO

1. Misture todos os ingredientes em um liquidificador por dois minutos.
2. Coloque no pequeno recipiente e sirva com pães ou torradinhas.



Harmonização

vinho 0
Este ótimo borgonha é produzido por Louis Jadot, um dos mais respeitados e premiados nomes da França. Muito saboroso e com bouquet cativante é uma excelente introdução à região. Maturado em barricas de carvalho com uvas 100% Pinot Noir, esse tinto combina com pato, vitela e patês em geral. De corpo leve, possui teor alcoólico de 12%. Temperatura indicada de serviço é de 16 a 18ºC.



Responsive image

Responsive image

Responsive image

Responsive image
Responsive image