Rojão

Considerada como uma das bandas sergipanas mais populares e seguidas pelos forrozeiros aracajuanos, a Rojão Diferente acaba de subir ao palco exclusivo para o público do camarote para dar início a esta festa que agrada em especial ao público adepto as bandas de forró que abrilhantaram nos anos 90 e início dos 2000. Satisfeito com o convite, o vocalista Gustavo Machado disse ter contado os dias para voltar a se apresentar no disputado Forró das Antigas. Com um repertório diferenciado, ele garantiu que o objetivo desta noite é reviver o tempo áureo do forró eletrônico.

Com pouco mais de cinco anos de estrada, a banda vêm ampliando a legião de fãs por todo o Estado de Sergipe. Como se não bastasse o sucesso gradativamente avassalador, por onde se apresenta, principalmente em cidades de estados vizinhos a exemplo de Alagoas, Pernambuco e Bahia, é possível perceber que o trabalho artístico do grupo resulta em admiração e carinho por parte das pessoas que se deparam pela primeira vez com a respectiva competência. Assim como a maioria das bandas, quando foi lançada a falta de patrocínio trouxe incertezas e desaprovações por parte dos familiares. Gustavo foi persistente e transformou a Rojão Diferente em uma banda de grande estilo musical e identidade forte.

Sem esquecer do apoio e dedicação dos demais músicos, para o vocalista, nada desse ainda principio de ampla consolidação no cenário regional das melhores bandas seria de fato possível caso os profissionais não incorporasse o real desejo de Gustavo e que pudesse transformar o som do grupo em algo inovador e que contagiasse positivamente todos os admiradores do forró. ?Gostamos de brincar de música e trazer para o forró batidas que vão do jazz ao forró estilo Aviões e Garota. Luiz Gonzaga é o nosso ídolo e o povo é quem realmente comanda a nossa banda?, disse.

A apresentação do grupo hoje será nos intervalos das principais bandas da noite. Na sequência o público presente no Forró das Antigas fica com a apresentação da banda Limão Com Mel que completa este ano 20 anos de carreira.

Por Milton Júnior (Aracajufest)


Responsive image

Responsive image

Responsive image

Responsive image
Responsive image