kids-tablets-20

Dispositivos móveis transformam-se em alvos dos cibercriminosos. Mas especialista da ESET mostra como cuidados simples podem ajudar os usuários a evitar problemas

Por conta da popularidade dos tablets, no mercado brasileiro e mundial, os especialistas da ESET ? companhia global de soluções de segurança ? consideram que esses equipamentos tendem a ser, cada vez mais, um alvo dos cibercriminosos. E, de acordo com a empresa, em 2012, deve crescer o número de ataques voltados especificamente a esse tipo de dispositivo móvel.

?Os usuários de tablets precisam estar atentos às ameaças que devem ser intensificadas em 2012?, alerta Camillo Di Jorge, country manager da ESET no Brasil. ?Mais do que isso, é preciso adotar medidas adequadas para não ser surpreendido pelos cibercriminosos. Muitas vezes, são cuidados simples, mas que a maioria das pessoas ignora no dia-a-dia?, acrescenta o executivo.

A seguir, o country manager da ESET Brasil dá seis dicas para garantir a segurança da informação nos tablets:

Dica 1: Instale todas as atualizações

Até que os tablets cheguem às prateleiras das lojas brasileiras, eles percorrem um longo caminho. Nesse período, provavelmente, foram feitas atualizações e criadas correções, voltadas a garantir a segurança. Assim, o usuário precisa estar atento para atualizar, de forma constante, seu equipamento, a partir da indicação dos fornecedores. Além disso, no caso de aparelhos que usam soluções baseadas em Java e Flash, deve-se estar atento ao fato de que esses ambientes fornecem suas próprias atualizações, independentes do sistema operacional.

Dica 2: Previna-se para o caso de perda ou furto

Por serem dispositivos móveis, os tablets estão sujeitos a perdas e furtos em situações cotidianas. Por outro lado, tendem a virar um alvo dos ladrões, graças à demanda por esse tipo de equipamento no mercado. Assim, quem utiliza um tablet deve instalar algum aplicativo que permita rastreá-lo e bloqueá-lo remotamente. Isso evita que os dados armazenados no dispositivo sejam acessados pelos criminosos.

Dica 3: Tenha um backup adequado

O pior pesadelo para qualquer usuário é, depois de gastar muitos meses para armazenar músicas, fotos, vídeos e todo tipo de documento no tablet perder essas informações, por conta de um problema com o equipamento. A alternativa para evitar esse tipo de surpresa pode ser armazenar os arquivos em um dos diversos serviços de cloud computing (computação em nuvem) disponíveis atualmente no mercado. Outra possibilidade é instalar aplicativos que realizam o backup automático para o computador doméstico ou para um HD (disco rígido) externo.

Dica 4: Cuidado com a instalação de aplicativos

Existe uma proliferação no número de aplicativos disponíveis para tablets, o que seduz os usuários a instalarem o máximo possível de programas em seus equipamentos. No entanto, os cibercriminosos têm utilizado essa tendência como uma facilidade para atacar os usuários, ao criar sistemas maliciosos.

Assim, antes de instalar um novo aplicativo no tablet, o usuário deve tomar uma série de cuidados. O mais importante deles é só baixar programas que estejam disponíveis em lojas oficiais dos fabricantes e, mesmo nesse caso, deve-se ficar atento, já que em 2011 houve casos de aplicativos falsos, criados por cibercriminosos, oferecidos na Android Market (loja oficial de aplicativos para o sistema operacional do Google).

Com base nisso, quanto menos aplicativos no tablet, menor a chance do usuário ser surpreendido por um ataque.

Dica 5: Aumente a segurança nas mídias sociais

De forma geral, as pessoas utilizam os tablets para acessar e-mails, entrar nas redes sociais e navegar na internet. Por conta disso, esses equipamentos estão recheados de senhas e informações pessoais extremamente valiosas, que precisam ser conservadas.

Para prevenir ameaças em dispositivos móveis, o Facebook criou um sistema de notificação, o qual avisa o usuário de que alguém tentou acessar sua conta de um equipamento não identificado. Para utilizar essa funcionalidade do Facebook, basta entrar na rede social e acessar a área de ?Configurações de Conta? e na sequência ?Segurança?, clicando em seguida em ?Aprovações de Login?.

Dica 6: Instale softwares de segurança

Já existem versões de software de segurança voltadas especificamente a proteger tablets e que, assim como no caso dos PCs, são fundamentais para garantir a segurança. No caso da ESET, por exemplo, a empresa conta hoje com uma solução voltada a tablet 3G que rodam o sistema operacional Android, considerado um dos principais alvos de cibercriminosos.

Fonte :ESET


Responsive image

Responsive image

Responsive image

Responsive image
Responsive image