QUADRO GALLERY

A Tate Gallery de Londres concordou em devolver um quadro de John Constable (1776-1837) ao seu proprietário na Hungria após a constatação de que o mesmo havia sido roubado pelos nazistas, anunciaram ontem (28) fontes do museu.

A pintura, intitulada “Beaching a Boat, Brighton”, foi concebida por Constable em 1824 e estima-se que a mesma foi saqueada na Hungria entre 1944 e 1945.

Após a denúncia vir à tona, um comitê de especialistas designados pelo governo informou que a Tate Gallery tinha “obrigação moral” de devolver a pintura, que foi comprada em 1962 por um colecionador privado britânico e doada ao museu em 1986.

Está é a primeira vez que a galeria londrina teve que devolver uma obra ao seu proprietário, um “conhecido artista húngaro, que morreu em 1958 e que fugiu da invasão nazista de 1944 passando à clandestinidade”, segundo o relatório do comitê.

Os denunciantes, cujas identidades não foram reveladas, descobriram em abril do ano passado que a pintura de Constable pertencia à coleção da Tate e, na sequência, comunicaram o Ministério de Cultura, Mídia e Esporte do Reino Unido.

Depois da análise do ministério, o comitê recomendou a devolução do quadro à galeria e lhe acusou de “não ter proporcionado aos herdeiros toda a informação relevante” acerca da obra de arte.

Fontes do museu informaram hoje que “ficaram satisfeitos com as conclusões do relatório” e que a obra será devolvida à família do proprietário.

Fonte: Uol.com


Responsive image

Responsive image

Nada foi encontrado


Responsive image
Responsive image