Whatsapp 15

Não é de hoje que alguns usuários do WhatsApp recorrem a versões modificadas do aplicativo para ficar em contato com amigos, familiares e conhecidos, como o WhatsApp+ e o WhatsAppMD. Se você está nesse grupo é bom tomar cuidado, pois a equipe responsável pelo original está banindo aqueles que recorrem a esses apps.

Recentemente, o WhatsApp iniciou uma campanha para fazer com que seus usuários parem de recorrer a um software que não foi desenvolvido ou autorizado pela empresa. Caso o time descubra o uso desses aplicativos, o ?felizardo? perderá o acesso ao programa original por 24 horas, e só poderá voltar a usá-lo após desinstalar o app derivado.

Diversos usuários estão relatando que algumas de suas contas foram banidas temporariamente. No fórum XDADevelopers, por exemplo, há a menção de pessoas que ficaram sem acesso ao WhatsApp por recorrerem ao WhatsApp+, como é possível ver neste tópico.

?O WhatsApp+ contém códigos fonte, os quais o WhatsApp não garante serem seguros, e também não garantimos que suas informações pessoais não estejam sendo repassadas a terceiros sem que você saiba ou sem sua autorização. Por favor, desinstale este aplicativo e instale uma versão autorizada do WhatsApp?, diz uma mensagem publicada pela equipe do aplicativo em seu site oficial.

banidodowhatsapp

Fechando o cerco

Pelo visto, a equipe do WhatsApp não está brincando quando dá a entender que vai fechar o cerco a programas de terceiros, e uma prova disso é a mensagem publicada por Mounib Al Rifai, um dos responsáveis pela comunidade do WhatsApp+, no Google+.

?Recebemos uma carta do WhatsApp e fomos obrigados a remover todos os links de download [do WhatsApp+] e infelizmente apagar essa comunidade. Sinto muito, mas isso é algo que está fora do nosso alcance e o WhatsApp nos encurralou de uma forma que não podemos escapar. Esse foi um passeio divertido que chegou ao fim?, escreveu Rifai.

Fonte: TecMundo


Responsive image

Responsive image

Nada foi encontrado


Responsive image
Responsive image