uma dose de tudo 2

O mundo LGBT sofre demais todos os dias. Por isso, eu ? sempre que der ? vou conversar e tentar quebrar os tabus que ainda existem na sociedade. E, falando em sociedade, a da nossa cidade é bastante preconceituosa, provinciana e hipócrita? Talvez ,por se tratar de uma cidade pequena, a mente de muitos também segue esse padrão.

uma dose de L 2Hoje, eu vou falar sobre a letra L da sigla, e para quem não sabe, ela é um acrónimo de Lésbicas. Resolvi começar por esta letra não só por ser a primeira da sigla, mas porque dia 29 de Agosto foi o Dia Nacional da Visibilidade Lésbica.

Muita gente pode achar que é besteira, mas a importância deste dia se evidencia pela urgente necessidade de se combater o ódio e a violência contra as lésbicas que , infelizmente, são vítimas cotidiana da misoginia no Brasil.

Este ódio e esta violência se baseiam da ideia de controle sobre o corpo da mulheres. Por isso, aqueles que agridem muitas vezes têm a ideia de que elas possuem um comportamento errado, que foge da norma imposta às mulheres, e que elas devem ser orientadas a heterossexualidade.

Não é por acaso que muitos dos casos de violência contra lésbicas são de violência sexual; os chamados ?estupros corretivos? seguem uma lógica que coloca o homem como autoridade curativa para ?resolver? o suposto erro, que no caso é amar outra mulher. No entanto, a violência vai além destes atos, pois as dificuldades enfrentadas pelas lésbicas no Brasil está enraizada e disfarçada em muitas perguntas e /ou atos considerados ?bobos?. Dentre eles, aquelas típicas perguntas que , normalmente homens ? sem noção ? fazem.

uma dose de L 1

1 ? Nossa, você é lésbica mesmo? Prove!

Não precisa se comportar e se vestir como uma ?caminhoneira? para ser lésbica. Somos tão diversas como quaisquer outras pessoas, não dá pra relacionar aparência com preferência sexual. E outra, não precisamos provar nada a ninguém. NÃO SOMOS OBRIGADAS A NADA!

2 ? Quando que você virou lésbica?

Primeiro, ninguém vira nada! Não é uma escolha?

3 ? Quem é o homem do relacionamento?

Ser lésbica é justamente não querer um homem no meio, do lado, ou em qualquer lugar no relacionamento. A sociedade é tão machista que acha que é necessário ter um papel masculino neste tipo de relação? Poupe-nos.

4- Como vocês conseguem? Como duas mulheres podem viver juntas diante de toda a complexidade feminina?

O ser humano é complexo. Não só as mulheres. No entanto, a ideia de que as relações lésbicas são instáveis porque as mulheres são ?de lua? é ridícula, ofensiva e preconceituosa. Hétero ou gay, nem todas as mulheres são desequilibradas ou carentes e depressivas ou dramáticas, ou?

5 ? O que aconteceu entre você e os homens pra você virar lésbica?

Primeiro, só para relembrar? Ninguém vira nada! Segundo, parem de por o homem como centro de tudo! As pessoas que relacionam o lesbianismo como uma consequência de desilusão ou agressão relacionada a homens merecem? um livro.Não temos medo de pênis, nem nojo dos homens ? apesar de que alguns mereciam isso ? e também não sofremos abuso na infância. A homossexualidade não é algo que acontece como resultado de uma coisa assustadora.

6 ? Como vocês fazem sexo? Não tem nada faltando não?

Todas as pessoas têm confortos diferentes, gostos e desgostos em atividades sexuais, e nem todas as lésbicas desfrutam das mesmas coisas. Se algumas gostam de usar brinquedos sexuais, isso não significa que todas gostem de pênis, por exemplo. E, sim, tem algo faltando? um bom senso nesta sua pergunta!

7 ? Vocês fazem ménage à trois?

É uma fantasia dos homens héteros achar que todo casal lésbico faz sexo a três. Filho, tenha noção das coisas! Somos pessoas, ou seja, não existe um rótulo! Lógico que já teve/tem lésbicas que fizeram/fazem ménage. No entanto, não é por isso que elas são obrigadas a compartilhar isso com você, muito menos te chamar para um?

8 ? Vocês saem com homens de vez em quando?

Não. Obrigada. Somos lésbicas e não bissexuais.

(mais adiante teremos um papo sobre bifobia)

9- Você é lésbica porque não souberam fazer direito.

Se fosse por isso, muita mulher ?virava? lésbica?

10- Posso participar?

Ai você tá com sua namorada, sua ficante,seu desenvolvimento, ou sua x e aparece um ser querem se meter? Se coloquem no lugar, vocês iriam gostar de alguém querendo beijar sua namorada? sua ficante? seu desenvolvimento? sua x?

Quer participar? pague nossa conta. vlw flw

::::::::::::::::___

Gente,

como eu mesma disse há pouco, ser um LGBT não é fácil. Por isso, muita gente por ai tem medo de ?sair do armário? e ser feliz! porque enfrentar certas coisas do cotidiano é difícil. Assim, as meninas do canal Nós na gringa, a Day e a Alê, fizeram uma colaboração ao nosso blog. Neste vídeo, elas vão falar um pouco da história delas, de como foi a reação da família, de como descobriram e etc? Assistam!

::::::::::::::::___

Espero que vocês tenham gostado do post, quem tem problemas em aceitar LGBTs e querer criticar, sintam-se livres. Vivemos em uma democracia, você pode falar o que quiser! Mas não nos ofenda, não nos agrida que tá tudo certo! respeito é fundamental! Você não precisa nos aceitar!

Quer conferir todo o nosso conteúdo?! Dá um pulinho lá no blog:umadosedetudoblog.wordpress.com/

Beijos, Ellen ?

Sigam: @susudantas @viajanalua
@earaaujo @thialyhs

umadosedetudo


Responsive image

Responsive image

Nada foi encontrado


Responsive image
Responsive image