Cru, assado ou frito, a iguaria agrada gregos e troianos, ou melhor, árabes e brasileiros.

kibe 1

No clássico bolinho de carne e trigo árabe, folhas de hortelã dão o sabor final.

Dos pratos típicos da cozinha árabe, o quibe feito com carne é um dos mais populares no Brasil. Encontrado normalmente em bares, lanchonetes, restaurantes e padarias, a iguaria vai bem como tira-gosto, acompanhamento ou prato principal.

Fonte de proteínas, nutriente essencial para a construção e manutenção dos músculos, o kibe consiste em um bolinho de massa de triguilho ou semolina, recheado com carne (eventualmente substituída por carne de soja), temperada com ervas. Pode ser consumido de três formas. Para quem está de olho na balança, o cru e o assado são as melhores opções, já que em 100 gramas apresentam 109 e 136 calorias, respectivamente. Já o frito, olha que tristeza, reúne nada menos que 254 calorias.

Normalmente degustado como prato principal, o kibe cru é servido com pão sírio e salada verde. Já para acompanhar o frito e assado, invista em arroz de lentilha, purê de batatas ou salada de folhas verdes com tomate-cereja. Mas se a ideia for mesmo saboreá-lo com uma cerveja, basta só um limãozinho que já é sucesso garantido.

Aqui mostramos como é simples preparar as três variações de kibe a partir da mesma massa, com toques especiais que fazem a diferença na receita.

Receita da Semana

Kibe com catupiry

kibe 2

INGREDIENTES

*300 gr de trigo para quibe

*500gr de carne moída

*1 cebola média ralada

*1/3de xícara (chá) de folhas de hortelã picadas

*Sal e pimenta do reino a gosto

*250 gr de requeijão cremoso ou catupiry

*Óleo pra fritar

MODO DE PREPARO

1. Em uma tigela, lave o trigo e deixe de molho na água por 1 hora. Escorra e esprema bem com as mãos para sair toda a água;

2. Adicione a carne, cebola, hortelã, sal e pimenta. Amasse bem com as mãos;

3. Forme pequenas bolas com as mãos úmidas, recheie com porções de catupiry e modele;

4. Em uma frigideira, em fogo alto, frite os quibes, aos poucos, em óleo quente até dourar. Escorra sobre o papel e sirva!

*A receita da massa vale para o quibe cru e quibe assado. Este último deve ser levado ao forno. O toque final fica por conta da criatividade de cada um.

Osanilde Oliveira

Responsive image

Responsive image

Responsive image

Nada foi encontrado

Responsive image