exercicios-para-abdomen-620x413.jpg

O verão está chegando, estação onde o corpo fica mais exposto nos looks praianos. E nada incomoda mais que aquela barriguinha saliente. Saiba que é possível reduzir medidas na circunferência abdominal mudando um pouco sua rotina. Veja algumas dicas que acho fundamentais pra secar a barriga.

1. Bote os dentes para trabalhar

Mastigar bem faz toda a diferença nesse processo de enxugar a barriga. Quanto mais você fracionar o alimento, mais fácil fica a digestão.

2. Coma menos e mais vezes

Excesso de comida faz volume no estômago. Por isso, diminua o tamanho das refeições principais e faça pequenos lanches entre elas.

3. Prefira os alimentos de fácil digestão

Alguns itens, como as frutas, os grãos integrais e as verduras, passam mais rapidamente pelo intestino e azeitam seu funcionamento. Já os de absorção lenta favorecem a fermentação, responsável pelo aspecto de barriga inchada. Evite comidas gordurosas.

4. Capriche nas fibras, mas sem exagero

Elas ajudam o intestino a funcionar, o que elimina aquele aspecto de abdômen estufado. E estão presentes nas frutas, nas hortaliças e nos produtos integrais como granola, aveia e linhaça. Mas exagerar na dose pode ter o efeito contrário, provocando cólicas e inchaço. Para facilitar a eliminação do excesso, é importante beber bastante líquido durante o dia.

5. Troque os refinados por integrais

Deixe de lado o pão, o arroz, a farinha e a massa convencional e opte pelas versões integrais. De novo, além de terem mais fibras e ajudarem o intestino a funcionar melhor, esses alimentos baixam o índice glicêmico, o que evita a produção excessiva de insulina, hormônio que estimula o organismo a estocar gordura.

6. Maneire no salgado

Evite alimentos muito condimentados e/ou salgados. Excesso de sódio provoca retenção hídrica, responsável pelo aspecto de inchaço no corpo – inclusive na barriga, claro. Os condimentos irritam o intestino e aumentam a formação de gases.

7. Beba água, muita água

Pelo menos dois litros ao longo do dia, mas não durante as refeições, o que dificulta a digestão e favorece a fermentação – e o aumento do volume abdominal. Os líquidos, como água, chás e sucos, além de ajudarem a regular o intestino, permitem também a eliminação do sal.

8. Dê uma chance para a gordura do bem

Já está provado que alguns tipos, como a mono e a poliinsaturada – em doses moderadas, bem entendido -, agem contra os pneuzinhos, principalmente no abdômen. Além disso, elas são capazes de baixar o índice glicêmico da refeição, o que reduz a produção de insulina – ela de novo! Por isso, abra espaço no seu cardápio para o azeite de oliva, o abacate e as frutas oleaginosas, como a castanha-do-pará e a amêndoa.

E então, vamos praticar?

Fonte: Bahia Notícia-Saúde (Juliana Feroldi)


Responsive image

Responsive image

Responsive image

Responsive image
Responsive image