Entre as homenagens que estão sendo feitas para comemorar os 163 anos de Aracaju está a exposição ‘Desvendando Aracaju’, um passeio pela história da capital sergipana. A mostra está realizada pelo Arquivo Público Cidade de Aracaju, aberta oficialmente na manhã desta quarta-feira, 14. O Arquivo Público, unidade vinculada à Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), está situado na rua Estância, 36, em frente ao prédio da fundação.

A mostra é uma verdadeira viagem ao passado. Fotografias antigas mostram, entre outras coisas, famílias que tinham o hábito de se reunir nos finais de tarde nas praças, além de contar curiosidades sobre os principais personagens da história aracajuana. “Estamos trabalhando nesta pesquisa desde setembro de 2017, pois o nosso objetivo é trazer novidades e questionamentos sobre a nossa história. A ideia surge a partir da necessidade de falar sobre o fundador da capital, o Inácio Joaquim Barbosa Filho. Inclusive não existe nenhum documento com sua assinatura e nem foto dele. Depois vimos a necessidade de falar sobre João Bebe Água, que foi uma figura importante nesse período e também a de Barão de Maruim”, ressalta a coordenadora do Arquivo Público, Rita de Oliveira.

Os organizadores da mostra, a coordenadora do Arquivo, Rita de Oliveira, e o professor de história Paulo Fernandes, afirmam que uma das coisas mais importantes foi traçar o caminho dos restos mortais de Ignácio Barbosa. “Nessa exposição, o visitante vai viajar ao passado através de documentos, fotos e livros e curiosidades nunca citadas antes”, observa Rita de Oliveira.

Entre os registros históricos e documentais da exposição está o significado da bandeira de Aracaju. “Durante o período de pesquisa que fizemos através dos nossos arquivos históricos encontramos curiosidades e nos questionamos sobre alguns períodos de nossa história, que talvez tenha ficado perdida, pois não há registros. Podemos citar como exemplos os símbolos das bandeiras de Aracaju e Sergipe que, ao longo dos anos, foram modificados e não há documento que comprovem essa mudança. Aliás, não havia até agora, pois foram encontrados”, completa Rita.

O visitante, além de conhecer um precioso arquivo fotográfico, e documentos importantes sobre a capital, terá acesso a um livreto produzido pela equipe do Arquivo que mostra curiosidades e algumas passagens de nossa história. “Retratamos em um livro simbólico algumas histórias, a exemplo de como as fontes oficiais citam o símbolo da bandeira e como ele está atualmente. Além, da escrita dos nomes de alguns ícones de nossa história”, explica a coordenadora do Arquivo. 

O público vai encontrar fotos, documentos e diversas curiosidades que narram a história da cidade, e os verdadeiros nomes de ruas, praças. O acervo fica exposto para os visitantes até o dia 31 deste mês. “Poder contribuir com a história e crescimento da nossa cidade nos enche de orgulho. É uma forma de apresentar para a população que por um motivo ou outro não puderam conhecer, todo o decorrer de nossa história”, relata Rita de Oliveira.

Serviço

O Arquivo Público Municipal de Aracaju fica localizado na rua Estância, número 36. Centro e funciona das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira. Escolas ou grupos de estudantes que queiram marcar visita basta agendar através do telefone 3179-1381.

Fonte: Assessoria de Imprensa


Responsive image

Responsive image

Responsive image

Nada foi encontrado

Responsive image