Durante os seis dias de Forró Caju, o Posto Médico Avançado, montado pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) registrou 126 atendimentos, sendo destes 87 clínicos, oito casos cirúrgicos e oito transferências. A estrutura contou com oito macas, um leito de estabilização e um leito cirúrgico, todos destinados à baixa e média complexidade.

De acordo com a coordenadora da Rede de Urgência e Emergência (Reue), Genisete Pereira, o posto teve uma escala diária montada com dois médicos, seis técnicos e um enfermeiro. “Realizamos atendimentos clínicos, fizemos suturas e estabilizações. Além dos leitos, o serviço contou com uma Unidade de Suporte Básico [USB] e uma Unidade de Suporte Avançado [USA], para fazer as remoções dos pacientes às Unidades de Pronto Atendimento ou Hospitais de Aracaju”, explicou.

A paciente e ambulante Renta Santos, que estava trabalhando no arraial, elogiou a assistência recebida no Posto, após ser atendida com um corte no pé. “É bom sabermos que, se precisarmos, seremos bem atendidos. Ao ver o posto bem estruturado, me sinto mais segura por saber que posso contar com serviços de urgência e emergência na festa”, reconheceu.

Ainda de acordo com Genisete, muitos casos que chegaram até o posto foram ocasionados pelo exagero na ingestão de bebidas alcoólicas.

Nosso papel aqui também foi o de orientar os forrozeiros para que eles não extrapolassem na hora de beber para que, dessa forma, eles pudessem aproveitar mais a festa. Ainda orientamos sobre a importância da boa alimentação e hidratação. Isso, com certeza, evitou maiores problemas. Nossa estrutura foi preparada para garantir qualquer tipo de atendimento, mas destacamos que curtir os festejos de uma forma saudável é sempre a melhor opção”, alertou a coordenadora.

Fonte: Prefeitura de Aracaju


Responsive image

Responsive image

Responsive image

Nada foi encontrado

Responsive image