cartaz coloquio

Entre os dias 2 e 4 de Dezembro de 2015, ocorrerá o I COLÓQUIO NACIONAL ARTE, CULTURA E EDUCAÇÃO no Campus de São Cristóvão da Universidade Federal de Sergipe-UFS.

O Colóquio é uma realização do Núcleo de Teatro da Universidade Federal de Sergipe, em parceria com o grupo de Pesquisa Arte, Diversidade e Contemporaneidade- ARDICO/CNPQ, e tem como principal objetivo a promoção de um evento que reúna pesquisadores nacionais,com o objetivo de ampliar a discussão sobre o ensino de artes e seus entrecruzamentos no campo expandido da Cultura, além de refletir sobre a educação relacionada à experiência estética na práxis pedagógica.

Estão abertas as inscrições na modalidade ouvinte (até 02/12) e comunicação oral (até 06/11). Para participar é necessário está de acordo com as normas, que se encontram no site: ardico.com.br. Em caso de dúvidas contatar (79) 2105- 6694 ou através do e-mailardico[email protected]

Palestra de Abertura dia 2 de Dezembro, às 19h, no Auditório da Reitoria. Entrada Franca.

Na Conferência, o professor Teixeira Coelho abordará as reflexões presentes em seu livro A cultura e seu contrário.
?O que de fato se observa hoje é um grande processo de domesticação da cultura, de certa forma ainda mais perverso que aquele movido pela transformação da cultura em arma de combate ideológico. Mais perverso porque o recurso à ideologia deixa pelo menos a porta aberta, muitas vezes, para algum cinismo (?sei que a coisa não é assim mas faço de conta que é assim?) ou, em todo caso, para o oponente ideológico (que tem de existir e cuja presença é reconhecida e reforçada mesmo porque, sem ele, a ideologia B, digamos, a ideologia que se quer defender em oposição à ideologia A, não subsistirá). O atual processo de domesticação vai mais fundo porque a cultura não é confrontada com nenhum oposto, portanto nenhum confronto se opera entre seu alegado princípio interior e algo que o contrarie, e nenhuma brecha parece esboçar-se ou pode ser denunciada na carapaça de monolítica positividade que lhe é atribuída?.
A cultura e seu contrário, Teixeira Coelho, p. 10

Prof. Dr. Teixeira Coelho possui graduação em Direito pela Universidade Guarulhos (1971), mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (1976) e doutorado em Letras (Teoria Literária e Literatura Comparada) pela Universidade de São Paulo (1981), pós-doutorado na University of Maryland, EUA (2002). Atualmente é professor titular da Universidade de São Paulo, aposentado. É curador-coordenador do Museu de Arte de São Paulo-MASP. Foi professor de Teoria da Informação e Percepção Estética e de História da Arte da Faculdade de Arquitetura da Universidade Mackenzie. É especialista em Politica Cultural e colaborar da Catedra Unesco de Politica Cultural da Universidad de Girona, Espanha. É consultor do Observatorio de Politica Cultural do Instituto tau Cultural, São Paulo. Curador de diversas exposições realizados no MAC-USP e no MASP. Autor de diversos livros sobre cultura e arte, é ficcionista (Prêmio Portugal Telecom 2007 pelo livro História Natural da Ditadura, publicado em 2006 pela Ed. Iluminuras).

Fonte: Assessoria de Imprensa