Banda baiana ligada ao bloco carnavalesco se apresenta nos dias 2 e 3 de fevereiro no Sesc Pompeia, na zona oeste da capital paulista

O Ilê Aiyê mostra sua festa afro baiana na capital paulista
Divulgação/Odú Comunicação – 2018

Um dos nomes mais importantes da Bahia, o Ilê Aiyê se apresenta em São Paulo, no Sesc Pompeia, nesta sexta-feira (2) e sábado (3). Os shows são um esquenta para o Carnaval 2018, que acontece na próxima semana.

Bloco tradicional fundado em 1974 em Salvador, o grupo sobe ao palco em formato banda. São quase 20 componentes, entre vocalistas, dançarinas e músicos.

Kehindê, mestre de bateria, revela como serão os shows “versão folia” na capital.

— Estamos muito empolgados para tocar aí, pois o público sempre nos recebe com uma ótima energia. Preparamos um espetáculo em clima de Carnaval, com músicas atuais e clássicos como Que Bloco é Esse? (regravado pelo Rappa e Gilberto Gil).   

Um dos três maestros do bloco, Kehindê está na instituição cultural desde 1995. Ele revela o que o Ilê está prepando para este ano.

— É bom lembrar que temos músicas próprias, que são selecionadas em um festival anual. A partir daí, pesquisamos e iniciamos um processo percussivo para os arranjos das composições vencedoras. Nelson Mandela (1918 – 2013) foi o tema escolhido para este ano.
 
O bloco Ilê Aiyê surgiu, em 1974, na Bahia
Divulgação/Odú Comunicação – 2018
 

Composto majoritariamente por integrantes negros, o Ilê esteve sempre na linha de frente no combate ao racismo, por meio da arte, cultura e educação. Kehindê confirma que a importância do bloco vai além da música.

— Infelizmente, ainda existe muito preconceito no mundo, mas vamos continuar levantando nossa bandeira… Lutamos pela liberdade, igualdade e respeito. É uma batalha diária. 

Fonte: R7 , por Daniel Vaughan


Responsive image

Responsive image

Responsive image

Nada foi encontrado

Responsive image