Seis grupos participaram da final do concurso

Xodó da Vila foi a grande campeã do concurso (Fotos: Felipe Goettenauer)

O mais tradicional recinto da tradição junina em Aracaju estava em polvorosa. Na Rua de São João a noite parecia dia, tamanha iluminação. Todo o espectro de cores que o olho humano é capaz de discernir passou na noite desta segunda-feira, 18, pelo quadrilhódromo mais importante do estado, palco da final do tradicional Concurso de Quadrilhas Juninas da Rua de São João. As cores eram acompanhadas pelo rodopiar hipnotizante dos vestidos e pela sincronia dos passos ao som do fole. Saiu vencedora a quadrilha Xodó da Vila, com 348,9 pontos, que trouxe como tema “Os santos juninos celebram Raimundo Jacó, o vaqueiro nordestino”.

Seis grupos participaram da final do concurso, que contou com 42 concorrentes no total. Eles foram julgados por um júri especializado. Foram critérios de avaliação o tema, trajes típicos, coreografia, harmonia, desempenho do marcador, trio musical, xote, xaxado e baião. O resultado foi apertado e a diferença entre o vencedor e o segundo colocado foi de apenas  0,1 pontos. Fecharam o pódio Unidos em Asa Branca, em segundo, com o tema “Quem acredita sempre alcança” e Século XX, detentora do título de 2017, em terceiro lugar. As três mais bem colocadas são aracajuanas. 

Em comum, os finalistas carregavam a alegria estampada nos rostos, cenografias belíssimas, coreografia fluindo com leveza e a certeza de contribuir para a valorização da cultura junina. As mensagens apresentadas foram tão diversas quanto os dançarinos. Desde a celebração do povo sertanejo, da caatinga, da fé até o combate a xenofobia.  Em evidência a necessidade de respeitar as tradições e fazê-las sobreviver nas próximas gerações. “ Não precisamos imitar ninguém de fora. A nossa história é muito rica, por isso fizemos questão de manter nossas raízes, ao fazer o jabaculê, visita, coroação de damas. Esse evento é a Copa do Mundo das quadrilhas de Sergipe, por isso estamos muito felizes”, afirma Eloy Filho, marcador da quadrilha vencedora.

Eloy Filho, marcador da quadrilha vencedora

O resultado parelho mostrou a grande qualidade de todos os envolvidos na competição. Quem ganhou mesmo foram os aracajuanos presentes na festa, que não arredaram o pé com a chuva e torceram já na madrugada por suas quadrilhas prediletas. Entre os presentes chamou a atenção o número de crianças, mostrando o aspecto familiar e ordeiro do evento.  Este ano, a programação da Rua de São João contou com o apoio da Prefeitura de Aracaju e fez parte da programação do novo formato do Forró Caju. “Nós colocamos um projeto de resgate da Rua de São João,  pois ela dialoga com nossa identidade sergipana. A ideia de trabalhar com a humanização e integração das pessoas, como defende o prefeito Edvaldo Nogueira, traz esse resultado. Um evento maravilhoso que forma um novo público para as nossas tradições”, explica o presidente da Funcaju Cássio Murilo.

Ao fim do concurso, ficou a certeza do trabalho bem feito e a esperança renovada de manutenção e perpetuação da cultura sertaneja e sergipana. “O evento com certeza foi um grande sucesso. O quadrilhódromo lotado, com a participação de belíssimas de quadrilhas da capital e do interior.  Graças ao apoio do poder público, que trouxe investimento, assistência e garantiu a segurança é que nós conseguimos esse excelente resultado” comemorou o organizador e presidente do Centro Social e Cultural São João de Deus, José Ronaldo Alves. 

Fonte: AAN


Responsive image

Responsive image

Responsive image

Nada foi encontrado

Responsive image